segunda-feira, outubro 05, 2009

Cambridge (parte final)

(post final escrito na corrida devido a sérias restrições temporais)

Passagem devidamente comprada e trem no horário. Tudo conforme programado, mas como sempre o meu para-raio-de-loucos estava ligado e logo apos o trem partir, entrou no meu vagão um italiano totalmente bêbado. Apesar da temepratura estar na casa dos 14°C eu pude sentir aquela gora de suor no meu rosto enquanto eu olhava pra cima e dizia pra mim mesmo: "de novo?!?"

Como todo o bêbado que se preza, o tal italiano fez fiasco. Ele tentou conversar com quase todos no vagão, mas 80% das palavras não eram ditas em inglês. Eu passei ileso dessa vez pois eu estava com a minha camuflagem de Nerd: fones de ouvido (mesmo sem estar ouvindo musica) e um livro na mão. O resultado foi que ninguém conseguiu entender direito o que ele queria. Passados alguns minutos de euforia ele finalmente sentou e se aquietou. Os outros 30 min. de viagem foram relativamente tranquilos ja' que a criatura caiu num sono tão pesado que chegou a roncar.

Ja' na estação de Cambridge eu encontrei o meu amigo e o casal de brasileiros (fiquei hospedado na casa deles). Saímos da estação, fomos jantar e na sequência para um Pub. Nesse pub eu constatei dois fatos:
1 - Apenas as mulheres feias da Inglaterra mudam pra França (OK, estou generalizando...)
2 - Essa sociedade esta' quase perdida. Sim... tem o fator cultural de beber até cair, mas sei la', pra tudo tem limites (momento crica).

Saímos do pub por volta da 01:00 e fomos pra uma danceteria. Eu, como de costume so' seguia o pessoal, até porque eu não conhecia nada da cidade. Nessa danceteria ocorreu o momento mais bizarro da viagem. La' estavamos nós, tranquilos, ouvindo aquela musica super agradavel (tunts, tunts, tunts, tun, tun, tun, tunts, tunts, tunts) quando um rapaz que eu não conhecia chegou pra mim e disse:

"I ###ck y### ##ick"
aquela barulheira associada ao sotaque britânico fez com que eu não entendesse nada e eu respondi:
"What????"
então ele falou pausadamente e mais alto
"I suck your penis!!"

Sabe aquela cena de filme em que a musica para, a câmera foca no seu rosto e parece que um segundo dura uma eternidade?? Pois é, foi assim que eu me senti. Confesso que nessa hora o meu cérebro respondeu da forma mais reativa possível. Não houve raciocínio algum, foi instinto puro e eu respondi:
"No, thanks!" e sai de la' pensando... pqp!!! tudo o que faltava agora era uma cantada gay.

Chamei o meu amigo e disse pra ele:
"Onde diabos nós estamos???"

Depois de um tempo eu vi o tal carinha e reparei que ele usava uma camiseta com uma estampa escrita "gay pride" e a pergunta que não saia da minha cabeça era: "como eu faço pra desligar o meu para-raio-de-loucos???"

O dia seguinte foi mais calmo. Andamos muito, conheci lugares legais, vários Colleges que fazem parte da Universidade de Cambridge, alguns pubs famosos (inclusive o pub onde foi anunciada a descoberta do DNA) e ainda visitei o local onde havia a arvore que inspirou Isaac Newton para elaborar a Teoria da Gravidade. Além disso fizemos um passeio de punt (um barco que é empurrado por uma vara - sem trocadilhos, por favor). Pode-se dizer que foi algo similar a um passeio de gôndola em Veneza, mas sem o quesito romance, ja' que no nosso punt havia uma família com duas crianças gritando o tempo todo e eu não estava acompanhado de uma mulher, mas sim do meu amigo. Outra diferença é que o punt é BEEEEMMMM mais barato e no tal canal havia uma dezena de chineses atrapalhados atravessando o punt deles e fazendo merda.

Passeio terminado, jantar com os amigos (mais uma vez) e outra peregrinação começou. Na noite de sábado foram outros 4 pubs, mas sem nenhum momento bizarro/constrangedor (felizmente).

Obviamente que na volta do aeroporto de Nice até a minha casa eu perdi o ônibus por 2 minutos (eu até vi ele saindo, mas não deu tempo), tive que esperar aproximadamente 40 minutos pelo próximo e peguei outro ônibus lotado, mas isso ja' é algo de praxe pra mim.

10 comentários:

Desabafando disse...

eu hein...que saga...rsrsrsrs...

Desabafando disse...

é verdade...espero que essa fase urucubaca passe logo..rsrsrsrs...

Alexandre Savaris disse...

Hueahuehuaheuahue... se o Escort vermelho ainda existisse, o cara vinha pelado!

Déia disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

No, thanks... kkkkkkkk foi o máximo da educação kkkkkkkkkkkkkk
Seus pais devem estar orgulhosos kkkkkkkkk tudo que te ensinaram, vc aprendeu rs

Legal conhecer esses lugares, heim? a Árvore do Isac...que legal...rs

O bom desses micos é que ficam boas histórias para contar!

bjs e aguardo a próxima!

Olhos e pensamentos disse...

menino demorei a voltar, tive q ler um tantão,essas historias são reais? se for vc precisa se rezar..rsrsrr

Carol disse...

Oieee. Td bem com vc?? Passando pra conhecer. E amei. Muito fofo e aconchegante seu blog. Espero tua visitinha no meu ok? Beijos. E tenha um ótimo dia.

disse...

UAHAUHAUAHUAH Me diz! Me diz: O QUÊ nessa vida, não acontece com você?
UAHAUHAUHAUAH ri muito..

poxa, fui proibida temporariamente pela censura dos amigos e pela falta de saco pra escrever a realidade, de postar minha história magnifica com direito a ''CONTINUA'' no final. OH SHIT. UAHAUHAUAHUAHUAH mas, mesmo assim, nao desisto UHAUAHUAH :)

beijos rapaz

Amanda O. disse...

Tive crises de riso lendo isso! Muito bom!

disse...

Oh... voce tá na Grécia? Ok, volte daí com uma boa história, haiai..

:)
beijos, boa viagem o/

Aline disse...

Hahaha! O tempo passa, eu sumo, mas ainsa bem que suas aventuras continuam as mesmas! Adorei, li a saga inteira.

Beijos