sexta-feira, outubro 08, 2010

Orgulho de ser Brasileiro (?)

Acabei de voltar do cinema onde fui ver o filme Tropa de Elite 2. Talvez algumas das palavras aqui escritas sejam movidas por algumas das (muitas) mensagens deixadas pelo longa metragem e um pouco carregadas.

Apesar do que foi exposto na película ser uma obra de ficção, na minha modesta opinião, ela expõe um lado vil, podre e sem nenhum escrúpulo da nossa sociedade. Como a coisa toda ficou retratada, o problema não está apenas nas camadas mais baixas, mas sim em todos os níveis e envolvendo todos os setores da sociedade.

Sim, é apenas um filme, mas devemos parar e refletir sobre isso fazendo uma auto-crítica. Não importa qual é o governo, qual é partido político, o que importa é como agimos perante as situações. Aquilo que está nas telas do cinema hoje provavelmente terá uma repercussão grande, pessoas vão bradar a sua indignação (assim como eu aqui) aos quatro ventos, porém logo tudo será esquecido. Na prática nada mudará, infelizmente.

Não sei ao certo dizer o que eu realmente sinto, talvez isso tudo seja uma mistura de tristeza, vergonha, indignação, impotência... só sei que somos um povo fraco e sem moral. Achamos bonito condenar os políticos corruptos (alguém lembra em quem votou no último domingo?) mas somos os primeiros a nos vangloriar por ter “colado” numa prova, levado vantagem no troco do supermercado ou ter conseguido sonegar algum imposto.

O que importa é que enquanto continuamos agindo de uma forma medíocre, sempre pensando nos próprios interesses, podem filmar outros “Tropa de Elite” e nós continuaremos atolados nesse lamaçal fétido.

3 comentários:

Má Midlej disse...

Precisamos salvar o país, mas fica difícil rsrs

Eu nao vi o tropa 1 e muito menos o 2. Não ainda. rsrs :)

E rapaz, faz muuuuuuuito tempo que não vim aqui, da ultima vez você não estava nem no Brasil hahahahahahahahaha

beijo Leandro :*

Arthurius Maximus disse...

E você está coberto de razão. Não se deve perguntar porque há tantos políticos corruptos. Deve-se perguntar de onde eles vêm. A corrupção está entranhada no DNA do brasileiro e o mesmo sujeito que critica o Maluf pede "pro" guarda "aliviar" a multa em troca de uma "cervejinha".

Para mudar o país temos que mudar a nós mesmos em primeiro lugar. Compreender que não é o vizinho o responsável pelas mazelas da nação; mas sim nós mesmos.

Um abraço.

Mari disse...

Uhuuuu!!! Li, gostei do comentário e, mesmo sem ter visto o filme ainda, assino em baixo!
Os espertos de hoje, que colam em provas e roubam nos trocos, serão os corruptos da política brasileira em alguns dias. Vergonhoso e triste!!! Por isso nada melhor do que pensar nas crianças e na educação!

Parabéns pela crítica!!!
Beijos, Mari